Dê o seu melhor

Tínhamos finalizado as atividades daquele dia na Escola, e eu já estava indo de encontro a kombi que nos levaria de volta para a Igreja, quando um garoto me chamou por trás do gradeado branco que nos separava. Naquele dia tínhamos falado sobre DROGAS NA ESCOLA e eu estava feliz por ter sido um tempo instigante, porém muito cansado por mais um dia de palestras. Mesmo assim, voltei e tentei dar minha atenção da melhor forma possível para ele. Meio tímido, meio sagaz, ele se aproximou e perguntou: “Vocês voltarão amanhã?”. Eu disse: “Sim, amanhã é o nosso último dia com vocês”. Ele reclamou pensando que a atividade iria continuar por mais tempo, e eu perguntei: “O que você mais gostou nesse tempo que estivemos juntos?”. Sem pensar muito, ele disse: “Ah, tio, acho que as conversas, a gente poder falar com vocês”. Aquilo me doeu por dentro, pois lembrei do quão sozinho me senti muitas vezes em minha infância, sem coragem para me abrir com ninguém. Mas continuei a conversa e tentei não demonstrar o quão profundo aquilo me tocou. O garoto, olhou para os lados apressado, arregalou os olhos, e disse : “Se eu te contar uma coisa você guarda segredo, tio?”. E eu: “Claro!”. Então, depois de ele contar, lancei a minha proposta: “Agora você tem que me prometer uma coisa: Sempre que alguém lhe oferecer qualquer tipo de droga, você não vai aceitar, combinado!?”. “Combinado, tio!”. Coloquei minha mão por cima da grade e, apressadamente, ele a apertou com um sorriso tímido no rosto. Despedimo-nos e eu caminhei para a kombi para voltarmos à igreja. Naquele instante, todo o cansaço pelas duas últimas noites mal dormidas, parecia nada.

Deus sussurrou no meu ouvido um pouco do quanto Ele estava feliz por eu estar dando o meu melhor naqueles dias.

Às vezes não temos noção do impacto que nossas atitudes têm, mas, quando alinhadas com a vontade de Deus, elas podem mudar destinos, reavivar sonhos e transformar gerações.

Testemunho enviado por Daniel, de Mossoró/RN, sobre evangelismo em São Gonçalo-RJ.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*